Kapálabháti Kriyá – a purificação do corpo sutil

Atualizado: Mar 7


O corpo precisa manter-se limpo e purificado por fora mas também e essencialmente por dentro.

Através do Shat karma, o conjunto de seis técnicas de purificação que surgem no Hatha Yoga Pradipika – kapalábháti, trátaka, nauli, neti, dhauti, vasti - trancendemos a higiene fisiológica básica e ao mesmo tempo aprofundamos uma consciência energética maior. As três primeiras técnicas ajudam a purificar o organismo mas também a energia e o pensamento.

O objectivo é equilibrar os três doshas, humores do corpo, que se constituem pela interacção dos cinco elementos: vata ( ar e espaço), pitta (fogo) e kapha (água e terra). O equilíbrio dos doshas potencia o correto funcionamento fisiológico e por si a vitalidade e a saúde nas diversas dimensões que se aliam ao ser humano.


Quando se dá o desiquilíbrio surge o sintoma. Na perspectiva yoguika a doença vem por um desiquilíbrio/ bloqueio energético que se traduzirá, mais cedo ou mais tarde numa limitação seja física ou mental. Assim, fazer uma manutenção regular do corpo sutil (energético) é essencial para prevenir a doença, permitindo a circulação livre e estável dos fluxos prânicos que regulam o corpo físico.



Kriyá significa atividade. Kapála = cabeça; Bháti = brilhante, luminoso.


Kapalábháti traduz-se como crânio brilhante e logo demonstra a sensação que se obtém ao fazê-lo. Este Kriyá, proporciona uma limpeza total das vias respiratórias, renova o ar que se acumula nos pulmões e oxigena o cérebro, o que causa uma sensação de brilho e leveza mental. Desperta e aquece o corpo físico, ativando a purificação pelo elemento fogo (agni).



Técnica de execução:


1. Sente-se numa posição confortável, onde as costas possam manter-se erguidas sem esforço – padmásana, sukhásana, vajrásana ou outra.


2. Expire todo o ar dos pulmões.


3. Inspire lentamente e sem reter o ar, expire vigorosamente pelas narinas – faça ruído e contraia com força o abdomén.


4. Inspire de forma completa e suave e solte o ar vigorosamente pelas narinas evitando contrair o rosto ou mover os ombros.


5. Repita pelo menos 10 vezes.


Neste Kriyá, o tempo de inspiração é longa e suave, e na expiração é mais curta e rápida.


Aconselha-se, nos primeiros ciclos, o uso de um lenço debaixo das narinas, dado que a limpeza elimina o excesso de mucosidades.



Benefícios:


1. Limpa as vias respiratórias.


2. Tonifica o organismo, fortalece o sistema nervoso que regula o metabolismo.


3. Revigora os orgãos internos e fortalece a musculatura abdominal.


4. Limpa os pulmões e amplifica a capacidade respiratória.


5. Aumenta a confiança e o controle da mente.


6. Desperta faculdades sutis da mente e da percepção.


7. Despoleta um certo efeito euforia.



Atenção: Esta informação técnica não substitui um professor de yoga e somente é disponibillizada para fins de aprofundamento da sua prática pessoal. Para o sucesso na prática de Yoga, esta deve ser sempre assistida inicialmente por um professor competente e preparado para guiar o aluno na adequação da sua prática. O autor deste texto não se responsabiliza pelo mau uso destas informações.

...


Boas práticas!

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • YouTube
  • Instagram